Rádio via satélite

Uma das coisas mais populares aqui nos EUA e Canadá são as rádios via satélite. Com um aparelho minúsculo e uma assinatura mensal bastante acessível (ao redor de 13 dólares), você pode ouvir centenas de rádios em qualquer lugar do país. Sim, até mesmo aqui em Las Vegas, que fica no meio do nada. E as rádios por satélite estão ganhando novas atrações, inclusive o apresentador mais famoso dos EUA, Howard Stern. Entre as mais populares está a XM Radio, que lançou um cartão que pode ser conectado a aparelhos de rádio comuns e ter acesso ao satélite.


Escrito por Marcelo Barbão às 15h53
[ ] [ envie esta mensagem ]


Impressão de foto gratuita

Um quiosque no meio da feira leva a impressão de fotos digitais para outro nível. Você conecta seu cartão de memória (a máquina está adaptada para aceitar todos os tipos de cartões existentes), escolhe a foto na tela e em alguns minutos você retira sua foto impressa. E em dois tamanhos!


Escrito por Marcelo Barbão às 15h51
[ ] [ envie esta mensagem ]


A guerra dos plasmas





LG e Panasonic entraram em um verdadeira guerra para descobrir quem tem a maior TV de plasma do mundo. Aparentemente quem ganhou dessa vez foi a Panasonic. Digo aparentemente porque ninguém tinha uma régua no bolso para medir exatamente nenhuma das duas. Mas acima estão as fotos para comparação.

Escrito por Marcelo Barbão às 15h19
[ ] [ envie esta mensagem ]


Aibo



Nem tudo é trabalho na CES, também há lugar para diversão. E nada melhor do que ter um cachorrinho esperando em casa, depois de horas trabalhando. Mas quem gosta de ficar limpando cocô e comprando comida para cachorro? A solução vem da Sony e se chama Aibo.

É um cachorrinho-robô que pode virar o melhor amigo de qualquer geek. Com sensores que podem emular quase tudo. Você pode até passar a mão na cabeça dele e esperar uma reação de prazer.

O melhor é que ele pode cuidar da sua casa, enviando mensagens para seu celular se tiver algum barulho ou movimento estranho na sua casa. Alguns usuários começam a hackear o código dele, permitindo inclusive a transmissão de imagens via internet.

E quando sua bateria começa a acabar, ele mesmo procura sua base e se auto-alimenta. Tem coisa melhor que isso?


Escrito por Marcelo Barbão às 00h17
[ ] [ envie esta mensagem ]


Treo 700



Com o mesmo tamanho e peso do Treo 650, o novo modelo da Palm inova somente no sistema operacional, o Windows Mobile 5. O processador é Intel XScale e a câmera fotográfica tem 1.3 megapixels de resolução.

A grande vantagem do Treo está na comunicação corporativa já que a maioria das empresas usa o Exchange para troca de mensagens e e-mails. Assim, ter um Outlook no seu aparelho móvel é uma vantagem.

É possível perceber algumas modificações no funcionamento do Windows que facilitam a navegação. Ele vem com Bluetooth e é possível comprar um cartão para wi-fi já que esse recurso não é nativo. Como o 650 está sendo lançado agora no Brasil, ainda não existe nenhuma previsão de quando o 700 estará por aqui.


Escrito por Marcelo Barbão às 23h56
[ ] [ envie esta mensagem ]


Sony Reader



Muitas grandes empresas tentaram produtos para ebooks, inclusive a Microsoft. A Sony finalmente resolveu lançar um reader e parece que acertou na qualidade do produto. Pequeno, leve e com uma excelente tela para leitura, o Sony Reader promete chegar no mercado norte-americano em março desse ano sem preço definido ainda (a Sony fala entre 299 e 399 dólares).

Com 17 cm x 12 cm e pesando apenas 250 gramas, a bateria do Reader dura o equivalente a 7.500 mudanças de página. Ou seja, tudo varia de acordo com a sua velocidade de leitura.

Ele funciona com um formato proprietário, mas pode ler arquivos PDF, abrir JPEGs e até tocar MP3. Mas a tela não é colorida. A Sony promete compatibilidade com outros arquivos como TXT e DOC no futuro. Além disso, no lançamento, vários livros já estarão disponíveis para compra inclusive a versão eletrônica do Código Da Vinci.

Outra coisa interessante é que o sistema operacional do Sony Reader é Linux, assim mesmo que muitos recursos não estejam disponíveis sempre vai ser fácil hackear o sistema.


Escrito por Marcelo Barbão às 23h43
[ ] [ envie esta mensagem ]


Windows Vista/Office 12



Com a dificuldade que é testar produtos em uma feira, no meio de milhares de pessoas e com apenas alguns minutos disponíveis, vamos começar a apresentar alguns dos produtos mais interessantes da CES.

Windows Vista/Office 12

Em termos de interface, o Vista é muito mais dinâmico e intuitivo do que o XP. Ele também traz a plataforma Media Center para acessar todo o seu conteúdo digital (fotos, vídeos, TV etc). Ainda não dá para ter a mínima idéia se a versão em português vai ser igual.

Um dos recursos mais interessantes entre os poucos mostrados, foi o preview dinâmico de aplicativos. Você pode ter uma visão real-time do que um programa está fazendo mesmo se ele estiver em background.

O Side Bar (barra lateral parecida com o Google Desktop) também é dinâmica e pode conter diversos programas que funcionam como Widgets.

Nós também demos uma olhada em todos os programas do Office 12 como o Word, Excel, Power Point e Access. Realmente a grande mudança está na apresentação dos menus. Eles ficaram mais interativos e mais fáceis de acessar. Por exemplo, quando você está trabalhando com texto no Word, o menu no topo do programa mostra todas as formatações disponíveis para texto. Mas no momento em que você clica em uma tabela, o menu muda para mostrar os recursos de tabela. Isso resolve o problema de recursos escondidos/perdidos nas versões anteriores.


Escrito por Marcelo Barbão às 23h27
[ ] [ envie esta mensagem ]


Google começa a vender vídeos

Nem sempre uma grande apresentação contém um grande conteúdo. E foi isso mesmo que aconteceu hoje à tarde na CES com o keynote de Larry Page, presidente da empresa de tecnologia mais dinâmica dos últimos tempos, Google.

Um globo girando mostrando os pontos onde alguém fazia uma busca no Google. Ao mesmo tempo, as palavras-chave mais populares apareciam na tela (algumas até em português) e, de repente, toda a platéia começa a navegar pelo Google Earth até encontrar o teatro do Hotel Hilton em Las Vegas.

E, triunfal, Larry Page entra em cima de um carro-robô como uma verdadeira estrela do mundo da tecnologia. Mas é só uma primeira impressão. Na verdade, Page destoa do resto dos executivos que apresentaram keynotes. Ao contrário do terno e gravata, um jaleco do Google Labs, ao contrário de teleprompter e movimentos ensaiados, um papel na mão com o roteiro a seguir. E o único que teve a coragem de abrir para perguntas ao final de sua apresentação. Mas já falamos sobre isso.

O carro-robô (carro mesmo, tamanho natural) de Larry Page não tem nada a ver diretamente com a apresentação. Mas parece que é um dos hobbys de Page. Ele até ganhou a primeira corrida de carros-robôs do mundo que aconteceu no deserto de Nevada. Talvez por ter sido o único concorrente a conseguir terminar a corrida.

Mas o carro no início não foi apenas uma brincadeira. Afinal, um dos principais produtos da empresa é o Google Earth e Page mostrou um protótipo do produto instalado em um painel de carro, permitindo uma interação muito maior que qualquer aparelho de GPS. O Earth também chega aos celulares, com uma versão para Blackberry. O aplicativo já pode ser baixado agora.

Larry Page gastou um bom tempo mostrando os problemas atuais da tecnologia. E citou principalmente um: a falta de uma padronização de processos. Devices que não conversam entre si por questões de hardware e software. E citou o exemplo de protocolos como TCP/IP para mostrar seu ponto de vista de como as coisas deveriam funcionar. Open standars e padronização.

Apresentou assim, um “to-do” da indústria de tecnologia, ou seja, quais são os principais problemas que precisam ser resolvidos. Adaptadores universais e comunicação entre diferentes devices são alguns dos principais problemas citados.

Por que o e-mail é universal mas os Instant Messenger não? Essa é a pergunta que o fundador do Google faz. E a resposta é o acordo do Google Talk para compartilhar base e interconexão com o AIM, mensageiro da AOL e campeão de usuários nos EUA.

Mas o esperado da apresentação era realmente o Google Pack, pacote de aplicativos disponibilizados gratuitamente no site para facilitar a organização da vida dos usuários. Não existe, dentro desse pacote, nenhum software diferente dos já existentes entre os distribuídos atualmente pela empresa. Nada de office conjunto com a Sun ou um sistema operacional completo, como eram os rumores que corriam pela CES.

Dentro do Pack o usuário ainda tem acesso ao Firefox, Acrobat Reader, Ad-Aware e Norton. Todos gratuitos e com atualizações automáticas. O pacote só está disponível para Windows XP.

Partindo pela primeira para a cobrança de conteúdo para usuário final, a empresa também tornou a versão final do Google Video. Agora também conhecido como Google Video Store. O principal parceiro é a rede norte-americana de TV CBS que irá disponibilizar episódios de séries novas e clássicas como CSI e Star Trek, além de jogos da NBA, liga de basquete, 24 horas após a partida.

O preço geral dos vídeos é de 1,99 dólares e eles podem ser baixados em 3 formatos: Windows/Mac, Ipod e PSP. Qualquer usuário também pode fazer upload de seus próprios vídeos. A empresa não divulgou, no entanto, como usuários de países além dos EUA poderão comprar os vídeos.

A falta de novidades excepcionais do Google foi amenizada por um final distante do tradicional. Larry Page abriu para perguntas da platéia, algo que ninguém tinha feito antes, e contou com a ajuda do ator Robin Williams para as respostas.


Escrito por Marcelo Barbão às 05h54
[ ] [ envie esta mensagem ]


Rumores do Google

Apesar dos vários keynotes que reúnem as principais empresas de tecnologia do mundo, os principais rumores estão focados na apresentação de Larry Page do Google. Apesar de Bill Gates ter falado que a IBM ainda é o principal concorrente da Microsoft, ninguém acredita muito que ele não se preocupa com o Google. Isso porque qualquer convergência digital como tanto se fala aqui na CES passa pela internet de uma forma ou de outra.

Sim, as pessoas vão ter aparelhos espetaculares para guardar e assistir seus programas prediletos mas ninguém duvida que a transmissão deles será online. Alguns até acreditam que o mundo será completamente web-based. Eu estou entre eles, apesar de compreender que isso não vai acontecer rapidamente. E quem é que domina esse mundo mais do que o jovem Page e sua empresa?

Acostumados a novidades quase semanais do Google, todos os jornalistas estão esperando algo bombástico amanhã. Segundo alguns sites de notícia, Larry irá divulgar um Google Packs, que seria o pacote de softwares que a empresa supostamente está desenvolvendo com a Sun. Seria uma suíte de aplicativos web-based que concorreria diretamente com o Office da Microsoft (que Bill Gates, aliás, citou mas não mostrou nada no seu keynote de ontem).

Outros dizem que o Google está preparando um PC completo com preço baratíssimo (o que significa menos de 300 dólares), inclusive com um sistema operacional próprio. Sim, desenvolvido pela própria empresa! Claro, isso talvez seja um pouco demais mas esses são boatos rolando pelos corredores da CES. A sorte dos leitores da PC Magazine Brasil é que amanhã, após o keynote de Larry Page, eu vou poder conversar com ele, numa reunião para poucos jornalistas internacionais. Assim, muitas dúvidas poderão ser tiradas. Ou pioradas.


Escrito por Marcelo Barbão às 18h52
[ ] [ envie esta mensagem ]


Yahoo! em todo lugar

A apresentação do CEO do Yahoo! Terry Semel foi marcada por uma mudança na visão empresa em relação a seu papel. O Yahoo! mais do que nunca é um fornecedor de conteúdo para seus usuários (cujos números chegam, segundo Semel, a 400 milhões de pessoas).

Além do conteúdo fornecido por seus parceiros, o Yahoo! aposta muito na questão de comunidade. Ratings, compartilhamento de informações e de conteúdo: essas são algumas das possibilidades que o portal vem investindo para “fazer com que o usuário controle sua programação”, disse Semel.

Busca, Comunidade, Conteúdo e Personalização, esses são os centros da atuação do portal para conseguir convencer os produtores de hardware para mídia digital a escolherem o Yahoo! como principal fornecedor de conteúdo. E toda a apresentação foi montada neste sentido.

O principal produto apresentado foi o Yahoo! Go, plataforma para conectar usuários com seu conteúdo digital em qualquer lugar e em qualquer device. Sim, nós já vimos isso antes. É o discurso e o centro de toda a feira. E o Yahoo! não poderia ficar atrás.

Mas o Yahoo! dá uma importância maior ao celular e aos aparelhos móveis do que alguns outros players desse mercado. Por isso eles apresentaram também o Yahoo! Go Mobile, a mesma plataforma voltada para celulares, que permite o acesso a todo o conteúdo personalizado do seu Yahoo! em todos os lugares. Mais do que acessar, é possível enviar fotos tiradas no seu celular para o Yahoo! Fotos e vê-las no seu computador ou na sua TV imediatamente. A busca no celular tem a vantagem de que você sempre recebe resultados de acordo com sua localização física, facilitando na hora de encontrar algum lugar para comer ou para fazer compras.

Com o crescimento do chamado “citizen journalism”, é fácil entender como uma plataforma assim pode ficar popular. Todo o conteúdo e experiência de navegação adapta-se ao tipo de device que você está usando automaticamente, seja uma TV de muitas polegadas ou um pequeno celular. A plataforma funciona nos celulares da Nokia e da Motorola.

É claro que as TVs não podiam ficar de fora. O Yahoo! Go TV traz todo o conteúdo do portal para a sua TV. Pelo menos, é isso que eles prometem, já que a demonstração não funcionou por “problemas de rede”.

Outra afirmação polêmica de Terry Semel foi sobre o papel dos browsers. Segundo ele, novas tecnologias e aplicativos possibilitam a navegação na internet. Como exemplo, a plataforma Yahoo! Widgets. Não é uma tecnologia nova ou revolucionária mas investimento de uma grande empresa nesses pequenos programas pode ajudar a popularizá-los entre os usuários de Windows. Com eles, você pode assistir programas de TV, ver o clima, fazer buscas e encontrar seu caminho em mapas sem precisar abrir o velho navegador. E se você tiver algum conhecimento de programação, é possível criar sua própria aplicação e compartilhar com outros usuários.

Semel não apresentou muita novidade no já famoso Yahoo! Desktop, apenas o recurso Vitality foi adicionado. Com ele, é possível espiar os que seus amigos estão fazendo: novos posts em seus blogs, fotos que eles fizeram upload, etc.

Na área de parcerias, o Yahoo! divulgou um acordo com a famosa plataforma TiVo que permite o agendamento de programas via internet, por um PC ou até mesmo um celular, e com a Intel e sua plataforma Viiv. Através de qualquer device com essa tecnologia, o Yahoo! Go pode ser acessado facilmente. Na hora de apresentar um device portátil, o presidente da Intel, Paul Otellini, encontrou uma mensagem de erro. Rapidamente, ele e Selmer culparam o Windows pelo problema.

E como não poderia deixar de ser, celebridades também compareceram como a apresentadora e comediante Ellen DeGeneres e Tom Cruise, que mostrou um preview de Missão Impossível 3.


Escrito por Marcelo Barbão às 18h50
[ ] [ envie esta mensagem ]


A luta entre Gates e Ballmer



Escrito por Marcelo Barbão às 01h32
[ ] [ envie esta mensagem ]


Novo Messenger



Escrito por Marcelo Barbão às 01h30
[ ] [ envie esta mensagem ]


Bill Gates



Escrito por Marcelo Barbão às 01h29
[ ] [ envie esta mensagem ]


Artistas com a Intel



Escrito por Marcelo Barbão às 01h29
[ ] [ envie esta mensagem ]


Artistas com a Intel



Escrito por Marcelo Barbão às 01h27
[ ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]

Histórico
08/01/2006 a 14/01/2006
01/01/2006 a 07/01/2006




Links:

  PC Magazine
  CES 2006 - Official Site




XML/RSS Feed